quarta-feira, 18 de abril de 2018

Pai denuncia descaso em atendimento no Heda com criança de apenas 1 ano



O internauta Cristiano Bezerra, postou nas redes sociais uma reclamação e repúdio ao mau atendimento prestado ao seu filho de apenas 1 ano e 10 meses que ontem (17), deu entrada no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (Heda) às 18:40 e somente conseguiu fazer a ficha da criança às 19:48, uma hora depois. E os transtornos estavam apenas começando. Mesmo a criança estando muito mal, foi lhe dada uma ficha azul, indicando “NÃO URGENTE”. Até o momento tinha apenas um paciente com pulseira verde na frente dele, mas aos poucos foram chegando outros pacientes pediátricos com pulseira amarela, todos passando na frente da criança, que só piorava seu quadro clínico.

Indignado, o pai conta que o pior ainda estava por vir. Após duas horas e meia de espera, sendo que a criança era o segundo da fila, finalmente conseguiu ser atendido. Mas o tormento ainda não havia acabado.



“Fomos enfrentar a outra fila para a administração do medicamento. Simplesmente o desrespeito da administração do hospital é irresponsável por misturar o atendimento das crianças com adultos com o mesmo critério de grau de risco. Meu filho era o quarto a ser atendido e, simplesmente chegaram oito adultos com pulseira amarela e passaram a frente. Quando faltavam dois adultos com a pulseira amarela, chegaram mais duas crianças com pulseira amarela e mais quatro adultos de amarelo. Final da história, deu 23:44 da noite eu não esperei mais. Fui embora e tive que comprar os medicamentos que iam ser administrados pelo hospital porque a falta de respeito com esse critério de pulseira de tal cor é um absurda”, protestou o pai.

Bezerra denuncia ainda a desorganização do hospital ao misturarem crianças com adultos, sem nenhuma prioridades para os pequenos, somada a imensa demora do ambulatório para atender uma pessoa.

“Cadê a tão falada diretora competente senhora Adrizia. Reveja essa desorganização, porque 
não é você Adrizia que vai para uma fila com uma criança para passar essa humilhação dessas. Enfrente a fila para você sentir na pele como é falho esse critério”, protestou. E o internauta continua. “Quero DENUNCIAR A FEDENTINA DE UM SISTEMA DE ESGOTO (FOSSA SÉPTICA) QUE FICA AO LADO DO CORREDOR DE ESPERA PARA A SALA DA CONSULTA MÉDICA E DA SALA AMBULATORIAL”, finaliza a denúncia.

Nenhum comentário :